+55 12 3642 9006

Todos os posts

As características e vantagens de contratos Turnkey em projetos de subestações

Atualmente, o Brasil vem demandando cada vez mais energia dos sistemas de transmissão e distribuição, com isso surge a necessidade de aumentar a capacidade e a disponibilidade dos sistemas de baixa, média e alta tensão, subestações e das linhas de transmissão e distribuição. Assim, para elevar a agilidade, segurança e sucesso do processo das operações é necessário investimento em modernização das subestações.

O processo de modernização, devido à sua complexidade, exige acompanhamento e supervisão. Muitas concessionárias não possuem mão de obra disponível para acompanhar todo o processo de contratação, gestão de fornecedores, montagens eletromecânicas e demais fases de um processo de modernização, para isso, existem modelos de contratações que favorecem o cliente, permitindo que todo o processo que envolva o projeto e execução seja realizado por apenas uma empresa, no modelo Tunrkey de contratação.

Turnkey é um conceito norte-americano que significa “Entrega de Chave”. É um tipo de contrato no qual o contratado entrega todo o empreendimento pronto, isto é, uma única empresa é contratada para realizar integralmente a empreitada, desde a análise do projeto até o startup, esse modelo de contrato garante diversas vantagens para o cliente, como:

  • Responsabilidade centralizada;
  • Facilidade no gerenciamento e acompanhamento, com um único canal de comunicação;
  • Despreocupações com supply;
  • Agilidade nos processos;
  • Condições de faturamento facilitadas;

O modelo turnkey exige grande know-how do negócio por parte do contratado, uma vez que ele deverá conduzir o processo, desde as especificações técnicas, elaboração de propostas técnicas e comerciais, visando atender às demandas solicitadas, alocação de recursos, planejamento de todo o projeto, engenharia, direcionamento da produção, inspeções e testes, logística até a fase final de comissionamento e entrega.

Existem duas formas de contratar o modelo Turnkey, são elas:

EPC (Engineering, Procurement and Construction) – Engenharia, Aquisição e Construção

Nessa modalidade de contrato, uma única empresa de construção é responsável, não apenas pelo projeto, mas também pela montagem, compra de equipamentos, materiais e execução de toda a obra. Nela é preciso definir tudo antes da assinatura: preço, prazos, serviço, condições. É fundamental ter todas as demandas “amarradas” e calculadas.

EPCM (Engineering, Purchase, Construction Management) – Engenharia, Compra, Construção e Gestão

Neste tipo de contrato, a empresa da construção é contratada para fazer o projeto, assim como as compras e a gestão da construção. De fato, a principal diferença em relação à modalidade anterior é que, nesse caso, existe a responsabilidade da gestão da construção, mas não da execução em si. Ou seja, a empresa fará a gestão de uma outra empreitada que executará a obra. Da mesma forma que na modalidade EPC, há a obrigação de entregar desde o projeto, com as compras de materiais, prazos e custos já previstos, assim como a gestão da construção, até a entrega das chaves.

A DBTEC possui um know-how de projetos Turnkey e oferece as melhores soluções para projetos em subestações de energia, desde o projeto, tramitação em concessionárias, construção civil, montagens de infraestrutura e Painéis Elétricos, inspeções, testes, comissionamento e startup, até a entrega das chaves, a fim de tornar o processo o mais eficiente e enxuto possível, com o compromisso da plena satisfação do cliente, qualidade e segurança.

Conteúdo do post

Sumário

Compartilhe

Posts recentes